História do Programa Alimento para Todos

Uma abordagem inovadora para ajudar as pessoas a romper o ciclo da pobreza.

O programa Alimento para Todos (FFP) oferece refeições nutritivas, água potável e oportunidades educacionais para comunidades empobrecidas. Assista aos vídeos e leia abaixo para saber mais sobre como este programa está transformando populações desfavorecidas na Índia, Nepal e Gana.

Alimento para Todos (FFP)

Desde que a Fundação Prem Rawat (TPRF) abriu sua primeira instalação do Alimento para Todos (FFP) em 2006, o reconhecido programa forneceu água potável e mais de 3 milhões de refeições saudáveis a crianças e adultos idosos em áreas pobres da Índia, Gana e Nepal. A saúde melhorou, as matrículas e o aproveitamento escolar dispararam, o crime caiu e as economias locais começaram a florescer.

“Sem o apoio do Alimento para Todos, eu teria abandonado a escola. Este programa trouxe todos para a escola.” – Kenneth Odjamgba, estudante em Otinibi, Gana

Notícias sobre o Alimento para Todos:

Histórias do Alimento para Todos

Bantoli, ÍndiaTasarpu, NepalOtinibi, Ghana

Bantoli, Jharkhand, India

Na primavera de 2003, Prem Rawat chegou de helicóptero para falar a uma grande multidão reunida para um evento ao ar livre perto da vila de Bantoli, Jharkhand, um dos estados mais pobres da Índia. Quando pousou, Prem foi saudado por várias crianças curiosas. Embora as crianças parecessem desnutridas e desamparadas, sua alegria e espírito o tocaram profundamente.

Enquanto ele indagava sobre a situação das crianças, descobriu que algumas eram tão carentes que recorriam a ninhos de ratos em busca de comida. A taxa de mortalidade dessas crianças era o dobro da taxa de mortalidade do resto da Índia. Muitas vezes, havia tão pouca água limpa ou comida disponível que os adultos ficavam doentes e não podiam trabalhar. Falta de trabalho significa falta de comida. Era a situação propícia para um ciclo de pobreza sem fim.

Bantoli, Índia, crianças caminham em busca de alimentos - People Program Facility Bantoli, Índia

A situação das crianças despertou em Prem Rawat o desejo ajudá-las. Sua visão era simples:

  • Fornecer água limpa e refeições quentes e nutritivas diariamente, na cozinha local, a crianças e adultos enfermos
  • Incluir educação sobre higiene para ajudar a conter a propagação de doenças
  • Contratar moradores locais para ajudar a administrar as instalações
  • Cultivar e/ou comprar alimentos localmente para apoiar a economia
  • Fornecer educação sobre métodos agrícolas mais produtivos
  • Consultar os líderes da comunidade na concepção do programa
  • Ajustar o programa às necessidades em mudanças

Em 2006, o primeiro programa a implementar essa visão foi aberto em Bantoli, Índia. Prem Rawat esperava que essa alimentação diária consistente pudesse ser uma “vantagem” que permitiria à comunidade se reconstruir. Ele chamou seu programa-modelo de Alimento para Todos (FFP).

Desde então, duas outras instalações foram abertas, uma no Nepal e outra em Gana. Melhorias nunca imaginadas estão acontecendo nessas comunidades.

Tasarpu, Dhading, Nepal

Em 2009, em parceria com a Fundação Premsagar Nepal, uma segunda instalação do FFP foi inaugurada na vila de Tasarpu, no alto das montanhas escarpadas perto de Katmandu. Nesta área íngreme, a agricultura de subsistência raramente fornece comida suficiente para nove meses. Historicamente, as famílias tiveram que migrar para encontrar trabalho e sobreviver. A escola local oferecia do jardim de infância até a sétima série. Depois disso, a maioria das crianças optava por trabalhar com os pais.

Após cada um dos primeiros três anos de operação do FFP, a escola local acrescentou mais um ano de escolaridade para acomodar o aumento da demanda. A matrícula e a frequência aumentaram drasticamente depois que os alunos passaram a fazer refeições diárias saudáveis.

Quando os alunos da décima série começaram a fazer o Exame Nacional de Conclusão da Escola, obrigatório para a inscrição no ensino médio, suas notas de aprovação ultrapassaram a média nacional. O Social Welfare Council (SWC), órgão governamental que regulamenta as organizações sem fins lucrativos no Nepal, reconheceu o Alimento para Todos como uma “intervenção inovadora” e um “modelo exemplar” em programas de alfabetização.

TPRF, Food For People, Tasarpu, Dhading, Nepal

As crianças não precisam mais trabalhar o dia todo para comer nem sair da escola com fome no meio do dia escolar.

O SWC também disse: “Não só a qualidade da educação melhorou, como os padrões de higiene aumentaram tanto na escola quanto em casa. A infraestrutura física, financiada pela TPRF, mobilizou habilidades e mão de obra local, e isso, junto com a compra regular de vegetais a preços de mercado, deu uma contribuição significativa à economia local. Os pais adquiriram novas habilidades agrícolas e, com os filhos frequentando a escola, têm mais tempo para se envolver em atividades geradoras de renda.”

Em 2015, a TPRF e seus parceiros usaram as instalações do FFP como um centro de resposta de emergência para ajudar pessoas que foram devastadas por terremotos intensos, distribuindo mais de US$ 200.000 em suprimentos essenciais em toda a região.

O desastre natural levou os líderes locais a pedirem a expansão do FFP para atender a milhares de crianças que viviam distantes das instalações existentes. Para suprir essas necessidades, as refeições eram embaladas em recipientes de aço higiênicos que mantêm os alimentos quentes, e que agora são entregues por transportadores a outras seis escolas em toda a região. No final de 2019, uma média de 23.000 refeições eram fornecidas todos os meses – mais de 276.000 por ano.

Em resposta às solicitações dos líderes locais, a TPRF agora também está complementando esses esforços, financiando novos laboratórios de informática e treinamentos associados em cada uma dessas escolas para ajudar a preparar os alunos para o sucesso no mundo digital.

Quer ajudar?

Faça uma doação agora para fornecer alimentos nutritivos, água potável e oportunidades educacionais a crianças carentes e adultos idosos. A Guidestar e a Charity Navigator atribuem à TPRF as classificações mais altas em transparência, responsabilidade fiscal, resultados e gestão.

Faça uma doação

Otinibi, Greater Accra, Ghana

Em 2012, a TPRF abriu uma nova instalação do Alimento para Todos na aldeia de Otinibi, nos arredores de Accra, capital do Gana. Otinibi foi escolhido em parte por causa das dificuldades de seus 1.500 residentes. A maioria é de agricultores por profissão, mas devido às más condições do solo e aos padrões climáticos imprevisíveis, raramente há alimentos cultivados o suficiente para venda. Os residentes mais saudáveis costumam trabalhar por comida quebrando pedras para construir estradas.

As instalações do FFP estão localizadas perto de duas escolas em Otinibi, em um terreno doado pelo Chefe Nii Adjei Kweidzamansah III. Essa instalação, em parceria com a Fundação Prembaf Ghana local, serve uma média de quase 13.000 refeições por mês, incluindo refeições entregues nos lares de até cinquenta adultos deficientes ou idosos na comunidade. Alunos das duas escolas locais vêm para as refeições diárias. A escola básica de Otinibi dobrou as matrículas, alcançando recentemente sua capacidade. Como resultado da força e da boa saúde decorrentes de refeições nutritivas, os alunos começaram a competir em nível nacional em esportes como futebol e voleibol, pela primeira vez.

Assim como em Bantoli e Tasarpu, o número de matrículas nas escolas está aumentando e os professores relatam mais atenção de seus alunos.

“Este projeto FFP salvou pessoas de lares pobres. Agora as crianças podem se concentrar no aprendizado e se tornarem ativas. O projeto ajudou muitas crianças a frequentar a escola, mas também ajudou alguns idosos a sobreviver ”, diz a mãe local Kate Nagetey.

Em 2019, todos os alunos do nono ano foram aprovados no exame nacional que possibilita o acesso ao ensino médio, e um aluno que participou da primeira sessão do FFP afirma que o Programa o capacitou a se tornar o primeiro aluno da escola básica de Otinibi a se matricular em uma universidade.

A essa altura, as crianças já se acostumaram com a rotina de lavar as mãos, fazer fila para receber os pratos de comida e depois devolvê-los para serem lavados. Joseph Nartey, um menino de dez anos da quinta classe, comenta: “Antes do programa de alimentação do FFP eu tinha sempre medo do próximo dia escolar, porque às vezes eu não tinha dinheiro para levar à escola e comprar comida no intervalo. Agora, não tenho mais medo dos dias letivos,  porque o FFP sempre nos dá uma boa refeição.”

Professores, pais e líderes também expressaram profundo apreço pelo programa. O Honorável Abubakar Saddique Boniface, Ministro do Desenvolvimento Interior da Cidade e Membro do Parlamento da Grande Região de Accra, deu notas brilhantes ao Programa após uma inspeção. “Acho que esta é uma das melhores instalações que já vi até agora. É bem organizada, as crianças são bem disciplinadas e a maneira como chegam para comer é impressionante. Posso ver que as crianças estão muito satisfeitas. Eu acredito que isso é algo que as escolas do futuro deveriam imitar.”